BELO HORIZONTE (07/11/2018) – O aroma do café já se espalhou por Belo Horizonte. Considerada uma edição histórica, a 6ª Semana Internacional do Café (SIC 2018) começou hoje e vai até sexta-feira (7 a 9/11), com muitos motivos para comemorar. Neste ano, além de aliar a maior feira do setor cafeeiro a uma extensa e tradicional programação de cursos, competições, seminários, palestras, rodadas de negócio e sessões de cupping (prova de cafés), o principal encontro nacional da cadeia produtiva apresenta outros diferenciais. Entre eles, sediará quatro campeonatos mundiais de baristas, organizados, pela primeira vez no Brasil, pela World Coffee Events (WCE), e a Conferência Global de Sustentabilidade do Café 2018.

As novidades – que podem ser conferidas pelo público ao longo dos três dias, na capital mineira – foram atraídas pelo crescimento e consolidação da SIC, de acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões. “O interesse deles reforça a relevância do evento, que conta com a participação de todos os elos do setor, desde o cafeicultor, passando pela indústria e o consumidor final. E também a importância do estado, que contará, neste ano, com um acréscimo de 30% na produção de café e será responsável por mais de 53% dos 58 millhões de sacas da safra nacional”, ressaltou, durante a cerimônia de abertura, no Expominas.

Representando o Governador Fernando Pimentel, o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Amarildo Kalil, também observou que esse processo para ampliar a qualidade do café mineiro era o passo que faltava para expandir, definitivamente, a internacionalização do produto. “Minas tem condições climáticas e topográficas para desenvolver a cafeicultura ainda mais. Temos trabalhado para fornecer todo o suporte necessário para isso: recursos, infraestrutura, tecnologia, conhecimento, pesquisa. E a SIC é um momento para trocar ainda mais informações e experiências sobre essa atividade fundamental tanto economicamente quanto socialmente”, afirmou.

Nesse sentido, o diretor de Planejamento da Café Editora, Caio Alonso Fontes, acrescentou que a diversidade de públicos nacional e internacional e, especialmente, o amadurecimento do mercado interno em relação aos cafés especiais são outros fatores decisivos. “A Semana Internacional do Café, hoje, é uma plataforma robusta de negócios para o Brasil e o mundo, com qualidade já reconhecida. E o incentivo a novos negócios de café especial, fomentados nos últimos anos, abre ainda mais oportunidades”, aponta ele, que é um dos idealizadores da SIC. Conforme pesquisa da Reuters, esse mercado irá dobrar de tamanho até 2020.

Por isso, o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Teodomiro Diniz Camargos, comemora esse movimento de agregar valor ao café mineiro – e do Brasil, de um modo geral. “Há alguns anos, íamos tomar bons cafés na Europa. Hoje os cafés brasileiros estão no mundo inteiro, com garantia de origem, terroir, certificações. É um caminho sem volta e talvez o mais importante, pois valoriza o estado, as comunidades e deixa a economia mais pujante”, enfatiza. Ele observa que essa valorização tem sido um esforço conjunto, envolvendo outros produtos do estado, a fim de reduzir a comercialização de commodities e ampliar os itens de maior valor agregado.

Ao todo, a Semana Internacional do Café 2018 contará com 25 eventos simultâneos, mais de 160 expositores, 400 amostras para a escolha do café campeão do ano, mais de 300 compradores internacionais e 140 baristas de 60 países.

O evento é uma iniciativa do Sistema Faemg, Café Editora, Sebrae e Governo de Minas, por meio da Seapa e Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge). Realizada desde 2013, em Belo Horizonte, tem como foco o desenvolvimento do mercado brasileiro e a divulgação da qualidade dos cafés nacionais para o consumidor interno e países compradores, além de potencializar o resultado econômico e social do setor.

Sobre o evento

A Semana Internacional do Café (SIC) é uma iniciativa do Sistema Faemg, Café Editora, Sebrae e Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de Minas Gerais (Seapa) e Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge).

O país vai receber pela primeira vez, dentro da programação, vários campeonatos mundiais: de barista World Coffee in GoodSpiritsChampionship (drinques alcoólicos com café) e World LatteArtChampionship (desenho no café com leite), World BrewersCup (preparo de café) e World CupTastersChampionship (prova de café) organizados pela World CoffeeEvents e com o NationalBody da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA).

Serviço:
Semana Internacional do Café 2018

De 7 a 9 de novembro
Das 11h às 20h
Expominas, Belo Horizonte (MG)
www.semanainternacionaldocafe.com.br