BELO HORIZONTE (29/4/2019) - A preocupação crescente com a degradação dos recursos naturais e com a sustentabilidade da agricultura tem exigido esforços no desenvolvimento de estratégias e práticas adequadas. A nova edição do Informe Agropecuário, editado pela Epamig, com o tema Gestão de recursos hídricos e ambientais apresenta tecnologias voltadas para o uso racional e eficiente dos recursos hídricos, bem como estudo sobre os desastres ambientais ocorridos em Minas Gerais e ações para recuperação destas áreas. 

Em todo o mundo, a contaminação por poluentes agrícolas, urbanos e industriais e a falta de planejamento do uso e da ocupação do solo são as principais causas de dete¬rioração dos recursos hídricos. As mudanças climáticas também têm influenciado as demandas hídricas, precipitações e ocorrências de veranicos. Mais recentemente, os desastres ambientais implicaram em degradação mais acentuada desses recursos.

A Epamig, as secretarias de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado de Minas Gerais e diversos órgãos e várias instituições têm buscado soluções para a melhor gestão dos recursos hídricos. Dentre essas tecnologias destacam-se programas e ferramentas como Indicadores de Sustentabilidade em Agroecossistemas (ISA), Zoneamento Ambiental e Produtivo (ZAP), Cadastro Ambiental Rural (CAR), e também o manejo apropriado da irrigação para evitar desperdício, avaliação da saúde de ecossistemas aquáticos, outorga coletiva do uso de água e a interação clima, recursos hídricos e produção agrícola.

O Informe Agropecuário Gestão de recursos hídricos e ambientais teve a coordenação dos pesquisadores da Epamig João Batista Ribeiro da Silva Reis, Fúlvio Rodriguez Simão e Polyanna Mara de Oliveira.

Mais informações:

Epamig - Divisão de Negócios Tecnológicos
Telefax: (31) 3489-5002
e-mail: publicacao@epamig.br
Páginas: 108
Preço: R$15,00

Enviar para impressão