O sistema Indicadores de Sustentabilidade em Agrossistemas (ISA) tem auxiliado técnicos e produtores na elaboração de um diagnóstico sobre a situação de propriedades rurais. A ferramenta, desenvolvida pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) – vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) , começou a ser difundida em 2010, por meio da capacitação de extensionistas da Emater-MG.

A metodologia, que busca a adequação socioeconômica e ambiental dos estabelecimentos rurais, utiliza 21 indicadores que consideram temas como aspectos econômicos, sociais, de gestão, solo e água, manejo dos sistemas de produção e ecologia da paisagem. E abrange também entrevistas com produtores e imagens de satélite para levantamento da realidade local.

"Trata-se de uma ferramenta de gestão que aponta riscos, pontos críticos e oportunidades. A partir do diagnóstico e do monitoramento das informações obtidas é possível elaborar planos de adequação com foco na gestão ambiental e socioeconômica”, explica o pesquisador da Epamig, José Mário Lobo, responsável pelo ISA.

Com o objetivo de auxiliar na recuperação econômica e ambiental da região atingida pelo rompimento da Barragem de Fundão, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG), a planilha ISA foi utilizada em 211 propriedades rurais. A proposta é acompanhar o desempenho de unidades demonstrativas de cafeicultura, piscicultura, recuperação de pastagens, dentre outras.

Difusão e treinamentos

O ISA foi elaborado a partir de um projeto multi-institucional executado por Epamig, Embrapa Milho e Sorgo, Emater-MG, Instituto Estadual de Florestas (IEF), Fundação João Pinheiro e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O sistema foi institucionalizado em Minas Gerais, no ano de 2012, com o reconhecimento das secretarias de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Desenvolvimento Econômico (antiga Sectes). Atualmente, está sendo implementado no trabalho de assistência técnica nos estados do Espírito Santo, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia, Tocantins, entre outros.

Cursos de capacitação foram ministrados para 750 técnicos da Emater-MG, e desde o ano passado, técnicos de diversos estados estão sendo treinados para o trabalho de realização de diagnósticos e monitoramento do trabalho de assistência técnica pela Fundação Renova e pelo Senar Nacional. A perspectiva é aplicar o ISA em 4 mil estabelecimentos rurais atendidos pelo programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em 2020.

Em dezembro de 2019, foi lançada a plataforma de ensino à distância sobre o ISA, a partir de um projeto do Ministério do Meio Ambiente e a Universidade Federal de Viçosa (UFV). A Capacitação em Gestão Territorial Rural oferece treinamentos nas ferramentas Cadastro Ambiental Rural (CAR), ISA e Zoneamento Ambiental Produtivo (ZAP). Todas as 150 vagas foram preenchidas e mais turmas serão disponibilizadas neste ano.

Ascom/Epamig

Foto: Epamig/Divulgação

Enviar para impressão