A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), passou a integrar a Comissão Técnica Brasileira da Vinha e do Vinho (CTBVV). O grupo é responsável por acompanhar as atividades da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e adequá-las aos interesses do setor vitivinícola nacional. A indicação foi confirmada no último mês de dezembro pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A Epamig compõe a Comissão por ser uma entidade pública de pesquisa científica e tecnologia com atuação ligada à atividade vitivinícola e representa um novo polo produtor. "A região Sudeste conta com diferentes formas de manejo da videira para obtenção de uvas destinadas a elaboração de vinhos, sendo a principal a técnica da dupla poda desenvolvida pela EPAMIG. Esses vinhos possuem características diferenciadas das demais regiões do Brasil e podem exigir uma defesa específica de seus interesses. A participação, agora oficial e ativa, na CTBVV favorece esse diálogo", avalia a enóloga Isabela Peregrino, representante da Empresa na Comissão.

Além da técnica da dupla poda, a EPAMIG elaborou e tem difundido um pacote tecnológico para a produção de espumantes na Serra da Mantiqueira. A Vinícola Experimental da Empresa em Caldas (Sul de Minas) atua como incubadora para vitivinicultores iniciantes fornecendo suporte desde a escolha de cultivares e técnicas de manejo, até o armazenamento e envase da bebida.

Entre os dias 11 e 13 de fevereiro, a Comissão esteve reunida no Rio Grande do Sul e deliberou sobre novos métodos de análises para controle da qualidade do vinho, utilização de novos aditivos e coadjuvantes de produção e a proposta pela comissão brasileira para inclusão de métodos de análises para suco de uva no Codex  da OIV. O Codex Enológico Internacional reúne a descrição dos principais produtos químicos, orgânicos ou gases utilizados na elaboração e na conservação dos vinhos.

A CTBVV reúne-se três vezes ao ano para debater as resoluções e as questões propostas pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho, sistematizar e fornecer as informações técnico-científicas na área de vitivinicultura. A Comissão também apoia a Coordenação-Geral de Vinhos e Bebidas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), quando solicitada, na elaboração e revisão de atos normativos de vinhos e derivados da uva e do vinho.

"A atuação na CTBVV permite que a EPAMIG esteja em contato direto com as novas resoluções e tecnologias científicas disponíveis no cultivo da videira e na elaboração do vinho e demais produtos derivados da uva e vinho", acrescenta Isabela.

Ascom / Epamig

Foto: Erasmo Pereira

Enviar para impressão